Uma Iniciativa Febraban

Tudo o que você precisa saber sobre crédito

“Tô sem dinheiro”. Quem nunca disse essa frase alguma vez na vida, não é mesmo? Quando a situação aperta e com a renda não é possível pagar todas as contas e despesas do mês, muitos recorrem ao crédito do banco, um empréstimo em troca de juros para pagamento no futuro. Com esse dinheiro é possível antecipar suas compras e pagamentos.

O banco oferece diversas linhas de empréstimo, como o cartão de crédito, cheque especial, financiamento, crédito consignado, etc. Conheça cada um para saber qual se encaixa melhor na sua vida e no seu bolso.

Crédito
A palavra crédito vem do latim e seu principal significado é confiança. Por exemplo: quando dizemos que determinada pessoa tem crédito conosco é porque confiamos nela.

Geralmente, todo cliente de banco tem uma linha de crédito disponibilizada com base no seu cadastro. Essa linha é dividida nos principais produtos de crédito que o banco tem, como cheque especial, empréstimo pessoal, cartão de crédito, entre outros.

Mesmo que você tenha uma linha de crédito aberta, você não é obrigado a usá-la. O ideal é deixá-las “livres”, para quando você precisar.

Cheque especial
É um limite de crédito que é colocado à disposição automaticamente na sua conta corrente, como se fosse um “saldo extra”. Você pode usá-lo por meio do cartão de débito, saques ou cheque.

Este tipo de crédito é indicado para situações emergenciais. Lembre-se: quando utilizar esse crédito, o ideal é cobrir sua conta corrente no prazo de alguns dias. Por ser um empréstimo fornecido sem garantia, muitas vezes a taxa de juros é superior à taxa de empréstimos pessoais.

Fique ligado!
Saiba diferenciar o saldo real do saldo somado ao cheque especial para evitar se endividar.

Lembre-se que quitar dívidas é sempre mais importante que gerar gastos extras. O crédito deve ser usado com equilíbrio e dentro do que o seu orçamento permite.

Verifique os juros de cada tipo de crédito. Conversar com o gerente do seu banco é bom para esclarecer dúvidas das suas movimentações e faturas.

Cartão de crédito
Um dos meios de pagamento mais comuns entre os brasileiros, o cartão permite comprar produtos e serviços com pagamento à vista ou parcelado em estabelecimentos comerciais. Mais segurança para você, já que não será preciso andar com dinheiro e vantajoso, pois os cartões de crédito tradicionais oferecem uma vantagem de até 45 dias para pagar sem juros.

Verifique os juros de cada tipo de crédito. Conversar com o gerente do seu banco é bom para esclarecer dúvidas das suas movimentações e faturas.

Veja algumas outras dicas para você não se enrolar com o cartão de crédito.

Financiamento
Boa alternativa para a compra de bens de alto valor, como uma casa, apartamento ou automóvel. Nesta operação de crédito, o bem financiado é usado como garantia do pagamento.

Lembre-se que quitar dívidas é sempre mais importante que gerar gastos extras. O crédito deve ser usado com equilíbrio e dentro do que o seu orçamento permite.

Verifique os juros de cada tipo de crédito. O gerente do seu banco pode esclarecer dúvidas das suas movimentações e faturas.

Crédito imobiliário
Esta é mais uma modalidade de empréstimo para quem busca dinheiro com o objetivo de conquistar a casa própria.  Existem créditos voltados para a compra de materiais de construção ou até mesmo para reforma de um imóvel.

Antes de mais nada é preciso simular uma contratação de crédito imobiliário. É a partir deste simulação que você conseguirá saber qual a quantia que a o banco vai poder te emprestar. Para o empréstimo ser efetuado, é necessário uma renda mensal fixa mínima.

Uma vez que o banco entender que você consegue pagar as parcelas do empréstimo, está na hora de avaliar o imóvel que você quer comprar e se o mesmo corresponde com as exigências para o financiamento.

Financiamento de veículos
Há também o financiamento para carros novos e usados. Estes empréstimos podem ser realizados por bancos privados, públicos ou até mesmo pelo Crédito Direto ao Consumidor (CDC).

O valor total do financiamento e das parcelas é negociado com base no salário de quem solicita o empréstimo e sem passar pela concessionária que vende o veículo.

Crédito consignado
Esta modalidade costuma ter as melhores condições, tanto de prazo quanto de taxas, pois tem a garantia do valor das parcelas ser descontado diretamente do salário ou do benefício do INSS, no caso dos aposentados. Para o trabalhador ter acesso a essa linha de crédito a empresa empregadora tem que ter um convênio já estabelecido com algum banco. No caso dos aposentados, a maioria dos bancos já tem convênio com o INSS para ofertar a linha.

Por oferecer melhores condições, o consignado pode ser uma boa opção para uma renegociação de dívida de cheque especial ou cartão de crédito.

Funciona como um empréstimo com pagamento indireto, ou seja, as parcelas são descontadas diretamente do seu salário.

Quer saber tudo sobre crédito consignado? Então confira a matéria que a gente preparou para você ficar bem por dentro do assunto!

Empréstimo
É um contrato no qual o credor (geralmente um banco) empresta um valor em dinheiro para o devedor.

Esse compromisso tem prazo de início e fim. Ou seja, o devedor devolve essa quantia somada a uma taxa de juros combinada no início do processo. Há possibilidades de parcelar esse valor.

Todo empréstimo é uma operação de crédito, mas nem toda operação de crédito é um empréstimo. Por exemplo, quando você usa o cartão de crédito e paga todo o valor da fatura, está utilizando apenas o crédito dado pelo banco.

Financiamento de veículos
Há também o financiamento para carros novos e usados. Estes empréstimos podem ser realizados por bancos privados, públicos ou até mesmo pelo crédito direto ao consumidor (CDC).

O valor total do financiamento e das parcelas é negociado com base no salário de quem solicita o empréstimo e sem passar pela concessionária que vende o veículo.

Se você for escolher o Crédito direto ao consumidor, o veículo ficará em sua posse, mas as parcelas não podem ser negociadas.

Cartão de loja
Algumas lojas, principalmente as de departamento, disponibilizam um cartão para seus clientes poderem parcelas suas compras. Estes cartões são vinculados à bandeiras como MasterCard e Visa, por exemplo.

Podem ser uma facilidade para quem compra grandes quantidades sempre nas mesmas lojas, no entanto, sempre é bom ficar atento aos termos e condições de assinatura. Leia os contratos de adesão com atenção e veja se realmente não existem custos e taxas de manutenção vinculadas ao cartão.

Mas como consumir sem me enrolar?
- Não compre por impulso.

- Pesquise preços sempre, é a melhor maneira para encontrar as melhores ofertas.

- Analise se vai conseguir pagar sem afetar o seu orçamento.

E antes de assumir uma nova dívida...

- veja se você tem necessidades mais urgentes do que essa;

- qual a melhor opção de crédito; e

- se a taxa de juros é adequada.

 Seguindo essas dicas você consegue consumir sem apertar o bolso e ainda realizar os seus sonhos com mais facilidade. :)

Dica: Se planeje para efetuar o pagamento do valor total da fatura para evitar a cobrança de juros, que podem acabar se acumulando e virar uma bola de neve.