canais

compartilhe
Indique por e-mail

Dica

Imóvel na planta: vale a pena?

Na hora de comprar o imóvel próprio, vem a dúvida: já construído ou na planta?

A resposta vai depender, principalmente, da sua necessidade em ocupar o imóvel e do valor a ser desembolsado. Imóvel na planta é para quem pode esperar para entrar no apartamento e se planejou para pagar em prazos mais longos. Imóvel pronto exige um desembolso de recursos maior, mas permitirá ocupação imediata.

Além disso, é importante avaliar todas as demais condições: qual a finalidade da compra, quais são suas necessidades, o tamanho do imóvel, localização, preço, opções de financiamento. Tudo interfere no controle do bolso e uma análise vai ajudar a evitar o sufoco na hora de pagar. Coloque no papel os pontos mais importantes para visualizar melhor o investimento.

Valorização, juros e taxas
Antes de fechar o negócio, tenha em mente que ao comprar um imóvel na planta o principal fator a ser analisado é o tempo de entrega do empreendimento.

Segundo o Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci), um imóvel na planta pode valorizar de 30 a 60% até a entrega das chaves. Ao mesmo tempo, o atraso nesta entrega foi um dos principais focos de reclamação em habitação no Procon-SP em 2011.

Durante o financiamento, atenção para as parcelas que serão pagas após a construção. Elas sofrem reajuste pelo Índice Nacional da Construção Civil (INCC), que aumenta o valor da prestação. Fique atento para não fazer as contas apenas em cima do valor bruto do imóvel, esquecendo-se de gastos que aparecem no meio do caminho. Procure o gerente de seu banco para esclarecer o acréscimo de juros e taxas.

Investindo no futuro
Comprar um imóvel na planta pode ser uma boa opção para quem quer investir ou quem não tem pressa na entrega do imóvel. Se você pretende se mudar no curto prazo, uma alternativa pode ser alugar outro imóvel para morar, enquanto espera a conclusão da obra do imóvel na planta. Nessa situação, os cuidados com o bolso devem ser redobrados, pois haverá o acúmulo de despesas, do aluguel e do financiamento. Não faça dívidas maiores do que você pode pagar.

No entanto, se você não tem pressa e está se programando em longo prazo, calcule se o valor final do aluguel por determinado período fica maior do que o valor da prestação do financiamento. Se isso acontecer, o melhor é comprar do que ficar no aluguel.

Casa nova, fase nova
Enquanto espera a entrega das chaves, você pode organizar seu bolso para planejar a mudança. Esta fase também inclui gastos com móveis novos, decoração, pequenos ajustes. Vale fazer orçamentos e escolher o melhor jeito de economizar para deixar sua casa nova mais bonita.

Outro ponto que você deve observar são as parcelas intermediárias anuais, cobradas além das parcelas mensais. Geralmente, essas despesas costumam desequilibrar o bolso por falta de planejamento.

Ter um imóvel próprio pode trazer mais segurança, ser gratificante, desde que você saiba organizar e pagar um financiamento que seja compatível com o seu bolso.

2 Comments

  1. Neilson em 13 jan
    "Parabéns pelo artigo!"
  2. Arnaldo Marcelino em 07 out
    "Excelente artigo, serve para um direcionamento aos investidores."

deixe seu comentário

Este é um espaço para você deixar seu comentário sobre esse conteúdo. Dúvidas e outras
informações devem ser enviadas para o nosso canal Fale Conosco.

  1.