Uma Iniciativa Febraban
Atualizado em: 20 dez 2019 às 13h e 47m

Ceia do desperdício zero

Dicas para reaproveitar as sobras das ceias de Natal e Ano Novo

No mundo todo, as festas e celebrações costumam acontecer em volta da mesa. O alimento é, sem dúvida, um elemento importante nas confraternizações na história da humanidade, em diferentes culturas. Nós, brasileiros, incorporamos hábitos alimentares de diferentes nacionalidades. Dos portugueses, herdamos a rabanada, dos norte-americanos, o peru, prato principal da ceia de Ação de Graças nos Estados Unidos. Dos italianos, diz a lenda, o panetone.

Esses são apenas alguns exemplos de alimentos que fazem parte de nossas ceias de Natal e Ano Novo. O cardápio inclui ainda iguarias como as nozes e castanhas, típicas dos continentes europeu e asiático, e a uva-passa, símbolo de prosperidade e abundância, que faz parte da dieta ancestral de egípcios, árabes, gregos e romanos.

Unir todos esses itens em uma refeição é sinal de mesa farta. E, para quem costuma organizar a festança, é sinal também de comida guardada na geladeira e de comida requentada por muitos e muitos dias. Mas isso não precisa ser assim. “Com um pouco de criatividade, ao invés de requentar o peru, é possível reaproveitar esses alimentos em novas receitas. O importante é não desperdiçar!”, diz a nutricionista Graziella Esther Lima, do portal LowCarb e da Santa Condimentaria.


Alimentos nutritivos por mais tempo

Segundo Graziella, é fundamental que as sobras sejam armazenadas da forma mais segura possível, por isso, a primeira orientação é não deixar as comidas expostas na mesa a noite toda. O ideal é servir os pratos somente na hora de consumir e, depois, armazenar o que sobrar no refrigerador. “Os alimentos devem retornar para a geladeira no máximo uma hora após serem servidos”, recomenda.

Outra dica para manter os alimentos frescos e nutritivos por mais tempo é retirar das travessas e colocar em potes e vasilhas com tampa para levar à geladeira. Alimentos que precisam ser reaquecidos podem ir direto para a panela ou para o micro-ondas. “Só não devem ser aquecidos muitas vezes para não ficarem muito secos e perderem sabor”.

Saladas podem ser utilizadas no dia seguinte ou em dois dias, no máximo. Já os itens que levam ingredientes como creme de leite e maionese, responsáveis por grande parte das infecções alimentares pós-festas, não devem ser consumidos muito tempo depois de serem preparados em função do risco de contaminação.

As sobras também podem ser congeladas. Armazene-as em embalagens próprias para congelamento, tendo o cuidado de retirar o ar. Depois de congeladas, podem ser utilizadas em até três meses. Após descongeladas, não devem ser congeladas novamente.


Reaproveitamento de frutas

Um clássico do Natal, as frutas frescas estão entre as campeãs das sobras. Mas nada de desperdiçar. “Elas podem render uma boa salada de frutas para a sobremesa do dia seguinte ou podem ser congeladas e depois transformadas em geleia, gelinho, vitaminas, suco ou smoothie, se batidas com iogurte”, sugere Graziella.


Um destino nobre para as sobras de carnes

No dia seguinte, as carnes podem compor uma salada fresca ou um salpicão. “Se ainda assim tiver sobras, uma ótima dica é congelar as carnes já desfiadas”, aconselha. Assim, fica mais fácil reutilizá-las em recheios de tortas, em um saboroso escondidinho, em omeletes, risotos, arroz de forno, croquetes, bolinhos, deliciosos sanduíches e empadas. Quando receber uma visita, basta fazer uma torta de liquidificador vapt-vupt com as sobras de carnes desfiadas e mais alguns legumes.


Bolinho e outras delícias de arroz

As sobras de arroz podem render um delicioso bolinho no dia seguinte. Tempere com cheiro-verde e misture com ovos e um pouco de farinha, para dar a liga. É possível usar também as sobras das carnes para rechear e deixar o bolinho ainda mais saboroso. Depois, basta moldá-los com uma colher e fritar em óleo quente.

Outro uso interessante, recomendado pela nutricionista, é transformar as sobras do arroz em massa de torta de liquidificador. Basta substituir a farinha da receita (ou parte dela, de acordo com a quantidade) por uma medida igual de arroz cozido. Experimente fazer a torta com o arroz e, no recheio, coloque as sobras desfiadas de tender ou peru.


Torradas de panetone

O panetone pode ser fatiado, passado no açúcar cristal e depois assado, transformando-se em uma deliciosa torrada. Dessa forma, pode ser armazenado por vários dias em um pote fechado. Ele também pode ser utilizado em receitas de pavê, rabanada e pudim. Fica delicioso.


Doar o que não for usar

Se você não for usar todas as sobras, faça marmitas com a comida da noite anterior e distribua nas ruas para as pessoas que precisam. A gratidão que virá em troca não tem preço.




Matérias Relacionadas

Arrase na ceia gastando cerca de R$ 80,00

11 sites de cupons e promoções para gastar menos no Natal

20 ideias bacanas para celebrar o final de ano gastando pouco

Equilíbrio na alimentação e no bolso

>

Reaproveitando alimentos