Uma Iniciativa Febraban

Planejamento estratégico

Saiba como se preparar para fazer seu negócio acontecer


“Planejamento estratégico” é uma expressão que costuma assustar pequenos empreendedores e microempreendedores individuais. Poucos sabem o que é e um grupo ainda menor sabe como fazer. Mas o fato é que planejar é essencial para chegar onde você pretende ou ir além.

E a melhor notícia: não é um bicho de sete cabeças. “O planejamento te leva a perceber a realidade. Você consegue avaliar quais caminhos devem ser seguidos e passa, então, a construir um horizonte”, explica João Carlos Natal, consultor do Sebrae-SP.

Para facilitar este trabalho, preparamos aqui um roteiro simplificado com as principais perguntas que um plano de negócios deve responder. Para começar, vamos entender o que é o planejamento estratégico e, depois, um passo a passo de como fazer.

É uma ferramenta para ajudar o empreendedor a conhecer o seu mercado, saber onde está, onde pretende chegar e escolher o caminho mais eficaz para alcançar seus objetivos. Com ele, fica muito mais fácil entender o que é seu negócio e como conduzi-lo.

Com um plano de negócios, você pode descobrir, por exemplo, que existe demanda por serviços de costura no seu bairro. Consegue entender que tipo de serviço as pessoas precisam, desde pequenos consertos até a confecção de vestidos de noiva. E, assim, aumentar as chances do seu ateliê fazer sucesso.

Você pode registrar e acompanhar seu planejamento da forma que achar mais fácil. Pode ser um caderno exclusivo para isso, uma planilha de Excel ou qualquer outra ferramenta disponível na internet, como esta, desenvolvida pela Endeavor.





Olhe o local onde você atua e saiba quem são os clientes que você pode buscar para aumentar sua carteira, outros empreendedores que atuam na mesma área de negócio na região e como eles trabalham. Como exemplo, vamos imaginar uma confeiteira que produz bolos e vende para pessoas e pequenos comércios de seu bairro. Para conhecer o mercado, ela deve se perguntar:

Sobre meus clientes:

  • Quem são? Qual seu perfil e o que eles querem?
  • Posso aumentar a venda para os clientes que já tenho, oferecendo um produto extra (por exemplo, docinhos para festas ou sobremesa para o final de semana)?
  • Onde posso encontrar mais clientes?
  • > Em que situações as pessoas costumam comprar bolos

Sobre meus concorrentes:

  • > Quem são e onde eles estão?
  • > Eles trabalham do mesmo jeito que eu? O que fazem de diferente? Fazem melhor ou pior que eu?
  • > Os clientes gostam do produto e do atendimento prestado por eles? Converse com alguns clientes para descobrir.
  • > Os bolos são gostosos? Têm uma diversidade grande de sabores e ofertas?
  • > Por quanto eles vendem cada bolo? Os ingredientes são de qualidade?
  • > Como funciona a distribuição? Têm um ponto de venda?

Esta sondagem ajudará você a identificar os pontos fortes e fracos de seus concorrentes e as brechas que podem se revelar excelentes oportunidades para você inovar e crescer.





Não importa se você já é empresário ou vai começar agora a dar vida a seu projeto, é preciso conhecer sua realidade e quais recursos você tem em mãos. Por isso, levante as seguintes informações:

Formalização:

> Já fiz minha inscrição no MEI ou registrei minha empresa?
> Meu negócio está adequado às normas legais vigentes? Se você trabalha com alimentos, já conferiu as regras sanitárias? Veja a cartilha Boas Práticas para Serviços de Alimentação da Anvisa.
> O que preciso fazer para regularizar?

Esta matéria do Canal do Empreendedor tem uma guia completo para formalizar seu negócio.

Clientes:

> Para quem eu quero vender? Onde essas pessoas e empresas estão?
> Meus clientes têm (ou terão) facilidade em me encontrar?
> Na minha região, quantas pessoas podem se interessar pelos meus produtos ou serviços?

Produtos ou serviços:

> Qual é a qualidade dos meus produtos e serviços? Os clientes costumam reclamar ou elogiar?
> Quais são meus atrativos e diferenciais?
> Sou craque no atendimento aos clientes? Ou tem algo que eu possa melhorar?
> Qual é o custo do meu produto ou serviço? Considere custos fixos, como aluguel, energia, gás e outros, e variáveis, como ingredientes, que dependem do número de pedidos e vendas daquele período.  

Processo de trabalho:

> Minha rotina do trabalho funciona bem? Uso bem o meu tempo? 
> Tenho sobrecarga de trabalho? Pego mais pedidos do que poderia?
> Evito desperdício? Consigo armazenar bem minhas matérias-primas?
> Faço os controles necessários (por exemplo, o financeiro e o de estoque)?





Ter controles, fazer registros e acompanhar a saúde financeira do negócio são atividades fundamentais na rotina do empreendedor. Responda:

> Quais são minhas receitas e despesas mensais?
> Qual foi meu faturamento no último ano ou nos últimos meses?
> Qual é o patrimônio da minha empresa (se tiver)? Considere imóveis e equipamentos.
> Tenho guardado dinheiro para investir no meu negócio?
> Tenho uma reserva financeira para um período mais fraco de vendas?
> Consigo cobrir meus custos e ter um dinheiro sobrando todo mês?
> Preciso vender mais ou aumentar o preço para ter esse equilíbrio?
> Tenho funcionários ou pessoas para me ajudar? Posso pensar em contratar para aumentar as vendas?

Segundo João Carlos Natal, consultor do Sebrae-SP, quem se preocupa em desenvolver um plano de negócios minimiza riscos futuros. “Quem pega seu fundo de garantia ou alguma reserva financeira para montar um negócio sem ter um plano em mãos, corre o risco de jogar dinheiro fora”, comenta.

O aplicativo Meu Negócio em Dia pode ajudar você a organizar as contas de sua empresa de um jeito muito simples, tudo pelo celular. Leia também: “Empreendedor, suas contas merecem o dobro de atenção”.





Feito o mapeamento do seu mercado (clientes e concorrentes) e também dos seus produtos e recursos, o próximo passo é desenhar onde você pretende chegar e como. Responda a estas questões:

> Em quanto quero aumentar meu faturamento? E em quanto tempo?
> O que vou fazer para conquistar este aumento?  Vender mais para os clientes que já tenho ou atrair novos? Lançar novos produtos ou aperfeiçoar os que já tenho?
> Já tenho ou preciso criar uma marca? Como posso melhorar minha comunicação? Tendo páginas nas redes sociais? Deixando panfletos em locais estratégicos?
> O que posso fazer para melhorar minha maneira de trabalhar? Preciso investir em tecnologia?
> O que posso fazer para melhorar a forma como entrego meu produto?
> Preciso treinar as pessoas que trabalham comigo? Tenho conhecimento suficiente na minha área ou preciso aprender? Confira algumas dicas de como encontrar cursos online, gratuitos e muito interessantes.

As respostas a essas questões são extremamente importantes porque, a partir delas, você conseguirá construir sua própria bússola. Como resultado dessas reflexões, você pode definir suas metas (nos próximos 12 meses, quero aumentar meu faturamento em 15%, por exemplo) e como pretende alcançá-las (contratar mais um funcionário e implementar serviço de entregas em domicílio).

Se você quiser aprofundar esse exercício e tornar seu plano de negócios ainda mais robusto, aumentando as chances de sucesso, confira este roteiro criado pela Endeavor Brasil e mãos à obra!

 


Matérias Relacionadas

Resolver um problema, um bom jeito de começar um negócio

6 histórias para inspirar você a empreender

Como ter crédito mais barato para seu pequeno negócio

Seja um Microempreendedor Individual

Empreendedor, suas contas merecem o dobro de atenção

Aplicativo Meu Negócio em Dia apoia a organização financeira do pequeno empreendedor