Uma Iniciativa Febraban
Atualizado em: 21 nov 2019 às 09h e 07m

Como seu propósito de vida pode influenciar suas finanças?

Saber aonde você quer chegar pode melhorar sua relação com o dinheiro


Cada vez mais, estamos em busca da nossa própria essência para guiar a nossa vida em direção a algo que faça sentido. Fazer por fazer deixou de ter graça. Nesse contexto, não é de se estranhar que as pessoas comecem a se dar conta da estreita relação existente entre o propósito de vida e as finanças.

Vamos entender melhor como funciona essa relação: ao encontrar nosso propósito, conseguimos ter clareza do quereremos para nós e passamos a priorizar atitudes alinhadas ao que de fato importa, ou seja, aos nossos valores e objetivos. E, assim, passamos a fazer escolhas melhores, inclusive financeiras.


Propósito e sonhos

Pessoas que se consideram realizadas normalmente trabalham com algo intimamente ligado ao seu propósito de vida. Se você ainda não está feliz com a forma como ganha dinheiro, esse pode ser um bom ponto de partida. Que tipo de trabalho traria mais sentido e realização para você? Mais do que um sonho impossível, essa pode ser uma realidade próxima. Que tal começar a traçar um plano de ação para fazer uma mudança de trabalho no futuro?

Pensar sobre nosso propósito nos convida a uma outra reflexão: que coisas você deseja conquistar daqui a alguns anos? Para responder a essa pergunta, precisamos dar asas à imaginação. Sonhar mesmo, sem medo. Todo propósito implica um objetivo e todo objetivo nasce de um sonho.

Tirar um ano sabático, fazer parte de um projeto social, comprar a casa própria, casar, ter um filho, uma aposentadoria tranquila. Qual é o seu sonho? Se você ainda não tem bem certeza de qual é o seu propósito, uma dica de ouro para conseguir chegar até ele é voltar à época da infância. Com o que sonhava? O que imaginava ser quando crescer? Muitas vezes os devaneios infantis trazem pistas do que realmente importa pra gente.

Finalizada essa etapa, é hora de colocar seu projeto em prática. Depois de decidir para onde você quer direcionar a sua vida, o passo seguinte é se organizar financeiramente para chegar até lá. Quanto custa realizar seu sonho? Ao colocar tudo na ponta do lápis, você tem maior clareza do quanto precisa poupar e por quanto tempo terá que fazer essas economias. Renúncias talvez sejam necessárias, mas ao lembrar que o sacrifício tem uma motivação maior, a caminhada fica mais fácil.

Confira algumas dicas práticas para conseguir guardar dinheiro para realizar o seu propósito de vida:




O final do ano está chegando e esta é uma época é mais favorável para traçarmos metas para o novo ciclo que se iniciará em breve. Liste em um papel os seus principais objetivos rumo à realização do seu propósito de vida. Depois de escrever tudo, priorize. Escolha no máximo duas ações para focar no próximo ano (se puder selecionar uma só, melhor ainda!).

Escrever nossos objetivos tem um efeito simbólico de comprometimento da gente com a gente mesmo. Para quem for mais criativo, uma boa pedida pode ser construir um pote dos desejos, já ouviu falar? Reaproveite um pote de vidro transparente que você tenha em casa e escreva todos os seus sonhos e objetivos em papéis coloridos. Dobre e coloque dentro do pote. De tempos em tempos, abra o pote e lembre o que faz sentido para sua vida. Você está dedicando tempo para o seu propósito?




A velha armadilha do “eu mereço comprar isso” é um dos principais autoboicotes que podemos ter. A vida não é fácil mesmo e alguns dias são mais difíceis que outros. Seja firme e tente não desviar do seu caminho: lembre-se que você está trabalhando e se esforçando para um objetivo de longo prazo.

Isso é muito maior do que os pequenos prazeres momentâneos que as comprinhas do dia a dia, por exemplo, nos trazem. Foque na meta e pense duas vezes antes de comprar uma coisa nova. Você precisa disso mesmo? Vale a pena adiar a realização do seu propósito para fazer essa compra?




Criar o hábito de poupar todos os meses, sem pular nenhum, é uma boa prática de vida que contribui para a realização de sonhos. Separe uma quantia para ser guardada todos os meses e mantenha esse compromisso com você.

Não importa o valor. É claro que se você guardar mais, realizará seus sonhos mais rápido, contudo, mais importante do que o valor poupado é a frequência. Comece com um valor baixo, que não comprometa o seu orçamento e, se for o caso, vá aumentando aos poucos, à medida que for se acostumando a reservar uma parte da sua renda para o futuro.




Nada de guardar o dinheiro embaixo do colchão. Ainda mais nos tempos atuais, em que as taxas de juros estão entre as mais baixas da história, é fundamental escolher um investimento seguro, mas que garanta o seu poder de compra no futuro.

Existem diversas opções no mercado, mas uma boa pedida pode ser pesquisar por fundos de investimento multimercado. Pesquise as taxas de administração e consulte a rentabilidade passada. Ganhos anteriores não são garantia de lucros futuros, mas não deixam de ser uma boa referência sobre se o gestor do fundo tem feito um bom trabalho.




À medida que for conseguindo guardar dinheiro e evoluir em direção a seu propósito, não deixe que essas conquistas passem em branco. Comemore a conclusão de cada etapa e aprecie a caminhada. Objetivos são fundamentais para nos motivar a sair da cama todos os dias, mas nunca podemos esquecer que é enquanto caminhamos que a vida acontece.


Gostou deste conteúdo? Conta pra gente nos comentários qual o seu propósito de vida e como você está se movimentando para realizá-lo?




Matérias Relacionadas

Gastar hoje ou guardar para amanhã?

Entendendo a compulsão

Você gasta além dos limites? Pode ser falta de sonhos

Você tem um sonho? Mãos à obra para realizar

R$ 50 mil em 5 anos

Quando o impulso domina as finanças