Uma Iniciativa Febraban
Atualizado em: 20 fev 2020 às 09h e 55m

Filmes biográficos de pessoas que deixaram sua marca no mundo

Inspire-se nas histórias de cidadãos que não economizaram em determinação e vontade de realizar


Sempre que enfrentamos situações difíceis, sejam elas financeiras, profissionais ou emocionais, muitas vezes tendemos a achar que não conseguiremos sair do lugar. Nessas horas, uma boa dica é conhecer e se inspirar nas histórias de pessoas que passaram por apertos e, com determinação, conseguiram superar desafios que pareciam intransponíveis.

São empresários, trabalhadores, artistas, especialistas em determinadas áreas e cidadãos comuns que mudaram suas vidas e deixaram suas marcas no mundo. Suas trajetórias são tão extraordinárias que foram transformadas em filmes. Selecionamos alguns deles para você aproveitar o final de semana. Todos estão disponíveis em plataformas de filmes como o Netflix, HBO, Now Online e Telecine Play, entre outras. Boa diversão!


1. Tony Robbins: Eu não sou seu guru

Ele teve uma infância difícil, chegou a passar fome e sofreu com a violência doméstica até a adolescência. Hoje, Anthony Robbins é um empreendedor conhecido no mundo inteiro. Especialista em desenvolvimento pessoal e profissional, ele já alcançou milhões de pessoas com seus livros e palestras. O documentário Tony Robbins: Eu não sou seu guru retrata os bastidores de um megaevento que ele promove anualmente nos Estados Unidos e que promete mudar a vida das pessoas.


2. Nise – O Coração da Loucura 

Única mulher de sua turma, ela se formou na Faculdade de Medicina da Bahia em 1931. Na década de 1940, trabalhando no hospital psiquiátrico do Engenho de Dentro, no Rio de Janeiro, enfrentou médicos adeptos de eletrochoques e lobotomia e revolucionou o tratamento de doenças psiquiátricas no Brasil. Em vez de obrigar os pacientes a cuidarem da limpeza ou impor sofrimentos, ela oferecia a eles telas e tintas para que pudessem pintar. Esta é uma das passagens do filme Nise – o Coração da Loucura, estrelado por Gloria Pires, que conta da história da mulher extraordinária que foi Nise da Silveira.


3. O menino que descobriu o vento

Aos 13 anos e sem chance de ir para a escola, William Kamkwamba decide estudar por conta própria. Na pequena biblioteca de sua cidade, ele descobre um livro de ciências e, a partir daí, aprende sozinho sobre engenharia e energia eólica. Vendo sua família e seus amigos sofrerem por conta da seca na região do Malawi, na África, o menino constrói um sistema de moinho e bombeamento de água para irrigar as plantações. Sua invenção transforma a vida dos moradores de sua aldeia, como é mostrado no filme O menino que descobriu o vento, inspirado em sua história, dirigido pelo britânico Chiwetel Ejiofor.


4. Persépolis

Em formato de animação, o filme francês Persépolis traz para a tela a autobiografia ilustrada de Marjane Satrapi, a primeira mulher a publicar uma história em quadrinhos no Irã. O filme conta a sua história, desde a infância e adolescência, quando seus pais a fizeram sair do país para fugir do cenário político turbulento. Ganhou o grande prêmio do júri no Festival de Cannes e foi indicado ao Oscar de melhor filme de animação. Não se engane com o formato de desenho animado, este é um filme adulto.


5. Lion, uma jornada para casa

A situação econômica da família de Saroo era bastante precária e, às vezes, seu irmão ganhava uns trocados limpando vagões de trens. Eles moravam com a mãe no subúrbio de Khandwa, na Índia. Um dia Saroo pediu que o irmão o levasse com ele à estação. Ali, ele se perdeu. Entrou em um vagão para descansar e acordou muitas horas depois em outra cidade, Calcutá. Viveu nas ruas, até que foi adotado por uma família australiana. O filme Lion, uma jornada para casa conta sua saga para reencontrar sua família biológica.


6. Erin Brockovich

Ela se desdobrava para conciliar o cuidado com seus três filhos e o trabalho como assistente em um pequeno escritório de advocacia na cidade de Hinkley, na Califórnia, Estados Unidos. Ali, descobre que moradores estão sendo contaminados por substâncias químicas tóxicas presentes na água e assume uma batalha para conseguir processar a empresa responsável pela contaminação. O processo somou nada menos que 330 milhões de dólares e fez com que Erin Brockovich se tornasse uma das ativistas ambientais mais reconhecidas dos Estados Unidos.


7. Jobs | Steve Jobs

Deixado para adoção quando era criança, Steven Paul Jobs foi criado pelo casal Clara e Paulo Jobs. No Ensino Médio, frequentava palestras da Hewlett-Packard e tornou-se funcionário da empresa. Em 1976, abandonou a faculdade e junto com um amigo (Steve Wozniak) construiu, na garagem da casa de seus pais, nos Estados Unidos, o primeiro computador pessoal, o Apple 1. A empresa fundada por ele revolucionou o mundo. Sua história e alguns dos percalços que ele enfrentou foram retratados nos filmes Jobs, estrelado por Ashton Kutcher, Steve Jobs, com Michael Fassbender e Kate Winslet.


8. Temple Grandin

Autista, a jovem norte-americana Temple Grandin é levada para a fazenda de uma tia, na tentativa de diminuir o estresse que ela vivia na cidade e integrá-la à vida no campo. De volta à cidade, enfrentou percalços enormes até conseguir fazer a faculdade de agronomia na Universidade do Colorado. Com a visão peculiar que tinha do mundo, Temple criou um método de manejo de gado com técnicas de abate humanitário e bem-estar animal que mudaram a forma de trabalhar dessa indústria. Neste filme biográfico, você fica sabendo como ela chegou lá.


9. Gagarin, o primeiro no espaço

Nascido em 1924 em uma família de camponeses pobres, na então União Soviética desvastada pela Segunda Guerra Mundial, Yuri Gagarin frequentou o curso de moldador e fez estágio como fundidor em uma fábrica metalúrgica. Apaixonado por aviões, aprendeu a pilotar aeronaves de pequeno porte. Em 1961, tornou-se o primeiro homem a ir ao espaço e viajar na órbita da Terra. Sua história é contada no filme Gagarin, o primeiro no espaço.

 

10. Rainha de Katwe

Órfã de pai, Phiona Mutesi morava na favela de Katwe, na cidade de Kamapala, em Uganda, na África. Muito pequena, foi obrigada a abandonar a escola e a vender milho nas ruas de sua comunidade. Quando tinha nove anos, assistiu a uma aula de xadrez e, mesmo sem saber ler e escrever, tornou-se uma das melhores jogadoras de xadrez do mundo, tendo participado de várias olimpíadas dessa modalidade. Sua história é contada no filme Rainha de Katwe, produzido pela Disney.


11. Sete anos no Tibet

O alpinista alemão Heinrich Harrer, entusiasmado com sua própria fama, deixou a mulher grávida e viajou para o outro lado do mundo para escalar o Nanga Parbat, o nono pico mais alto do planeta, na região ocidental dos Himalaias, no Paquistão. Sua aventura é interrompida pela Segunda Guerra Mundial, quando a Inglaterra declara guerra à Alemanha. Ele é preso por estar em território inglês, consegue fugir e acaba indo parar no Tibet, onde conhece o Dalai Lama. Essa experiência mudou para sempre a vida de Heinrich. É o que mostra o filme Sete anos no Tibet, estrelado por Brad Pitt.


12. Frida

Carmen Frida Kahlo y Calderon nasceu no México em 1907 e teve uma vida de sofrimentos e superações. Com uma saúde frágil desde pequena, contraiu poliomielite, o que a deixou com sequelas no pé. Sofreu um grave acidente aos 18 anos, passou por muitas cirurgias e foi obrigada a usar um colete de gesso o resto da vida. Apesar das limitações, ela se tornou uma das artistas plásticas mais conhecidas no mundo. O filme Frida conta a sua história a partir do casamento com o artista plástico Diego Rivera.




Matérias Relacionadas

16 programas para se divertir a dois no final de semana

10 Filmes Sobre Empreendedorismo para se inspirar

Aprenda mais sobre economia e finanças e se divirta.

10 documentários que ajudam a entender o consumo

>

8 seriados imperdíveis sobre dinheiro