Uma Iniciativa Febraban

Você tem um carro? Veja como fazer dinheiro com ele

3 maneiras de aproveitar seu automóvel para gerar renda

 

O automóvel próprio pode ser uma mão na roda, mas também pode pesar bastante no orçamento de uma família. Somando os custos da parcela do financiamento, seguro, combustível, IPVA, manutenção e estacionamento, entre outros, ter um carro pode gerar despesas que correspondem a aproximadamente um terço do preço do veículo a cada ano. Um carro de R$ 30 mil, por exemplo, pode levar R$ 10 mil todos os anos do bolso de seu proprietário.

Por esse motivo, muita gente tem optado por abrir mão desse bem e utilizar transporte público ou aplicativos de compartilhamento de carros. Uma pesquisa da plataforma Viva Real, realizada com 3.990 pessoas em 12 capitais brasileiras, mostrou que 52% dos entrevistados já usam os aplicativos de transporte para se deslocarem. Outro estudo, realizado pela Delloitte em 17 países, aponta que os mais jovens consideram dispensável comprar um carro e não pensam em fazer isso no futuro.

Entretanto, abrir mão do carro não é a resposta para todas as pessoas. Quem tem filhos pequenos, precisa viajar para encontrar a família aos finais de semana ou vive em regiões mal servidas pelo transporte público ou pelos aplicativos, pode ter dificuldade em se deslocar sem o carro. Para esses casos, saiba que existem diversas maneiras de continuar com o veículo e utilizá-lo para gerar renda, o que pode ajudar a pagar por seus custos ou até fazer um dinheiro extra. Conheça algumas delas.

 

1. Motorista aos finais de semana

Você usa o carro a semana toda para trabalhar, mas está difícil fechar as contas? Por que não fazer uma renda extra como motorista de aplicativo nas horas vagas? Cumpridas as regras das empresas para aceitar novos motoristas, como a idade do carro, manutenção em dia, entre outras, é relativamente simples se cadastrar nesses aplicativos e começar a trabalhar com eles.

Considerando que o uso dessa opção de transporte vem crescendo, você provavelmente terá muitos clientes para atender. Os ganhos brutos estimados vão de R$ 80 a R$ 300 por dia, dependendo do total de horas dedicadas. Veja os links dos principais aplicativos e comece já: Uber, 99, Cabify, Lady Driver (exclusivo para mulheres).

 

2. Seu carro trabalha por você

Se você deixa o carro na garagem por um longo período de tempo, mas precisa dele nos finais de semana, por exemplo, que tal aproveitar o tempo em que seu veículo está ocioso e alugá-lo para outra pessoa? Embora pouco usado e conhecido no Brasil, o compartilhamento de carros entre particulares, por curtos períodos, tem potencial.

De acordo com a Moobie, empresa que presta esse serviço no mercado atualmente, é possível gerar ganhos livres de R$ 500 a R$ 2,5 mil por mês, dependendo da frequência em que o carro é alugado. Para participar, basta baixar o aplicativo, fazer o cadastro, definir o preço de locação e as datas disponíveis e aguardar o contato. Caso ocorra algum sinistro, a empresa possui um seguro específico para cobrir as despesas.

 

Seu carro como garantia de empréstimo

Se você tem um veículo quitado e precisa de dinheiro, mas vendê-lo não é uma opção, também pode oferecê-lo como garantia em um banco ou financeira para conseguir uma quantia equivalente a até 80% do valor do carro, com taxas de juros a partir de 1,69% ao mês. Conhecido como refinanciamento, esse tipo de empréstimo é uma boa opção para quitar dívidas com taxas mais altas, como as de cartão de crédito e cheque especial, por exemplo, ou para conseguir capital de giro para um negócio próprio.

A grande vantagem é que, enquanto paga as parcelas, você continua com seu carro. O maior risco é não conseguir honrar o compromisso, pois nesse caso, o veículo pode ser apreendido pela instituição e ir para leilão para cobrir a dívida. Portanto, é uma alternativa válida desde que você faça as contas e use com bastante cautela e planejamento. Praticamente todos os bancos e financeiras possuem essa opção de crédito. Faça uma pesquisa e feche com quem tiver o menor CET (Custo Efetivo Total). Leia mais sobre isso na matéria Fique por dentro do Custo Efetivo Total.




Matérias Relacionadas

Carro: você precisa mesmo ter um?

Tá pensando em comprar um carro?

Revisão do Carro

A onda é desapegar

>

O novo saiu de moda - A onda agora é compartilhar